Unafisco - Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil
São Paulo, 22 de abril de 2019 Hora Certa 01h11

ÁREA RESTRITAÁREA RESTRITA

esqueci minha senha

Notícias

Tamanho da Fonte    -A   A   +A
  • Compartilhe

  • Imprimir

11/02/2019 16:01:00

Caso Gilmar Mendes: Unafisco repudia vazamento de relatórios de fiscalização, porém reforça rigor fiscal a pessoas mais expostas à corrupção



O posicionamento da Unafisco Nacional sobre os relatórios de fiscalização que apontam suspeita de fraude do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, foi destaque na edição do Jornal Nacional de 8 de fevereiro. A Unafisco Nacional repudia a quebra do sigilo fiscal dos relatórios de fiscalização do ministro Gilmar Mendes e espera que os órgãos competentes façam a devida apuração e puna o responsável pelo vazamento.

A reportagem traz a participação do diretor de Defesa Profissional e Assuntos Técnicos da entidade, Mauro Silva, que explica a necessidade de o Fisco utilizar rigor fiscal maior no caso das Pessoas Politicamente Expostas (PPE), por correrem risco maior de se envolverem em casos de corrupção, como pessoas que ocupam cargos público relevantes.

Segundo Mauro, investigar PPE é uma prática absolutamente normal, em concordância com a ONU e outras convenções internacionais sobre combate à corrupção. Autoridades como o ministro do STF, demais ministros e o presidente da República, por exemplo, “devem ser submetidas a um rigor fiscal maior porque elas estão, na definição do tratado internacional, expostas mais fortemente à corrupção.”

Confira abaixo a reportagem na íntegra.

 


Nota da Unafisco. Recentemente, a Unafisco Nacional publicou uma nota em que ressalta que “não há justificativa, moral ou legal, para qualquer nível de indignação do referido ministro do STF ou de qualquer outra autoridade pública quanto à existência da investigação de sua vida fiscal. O sigilo das investigações, por outro lado, é dever legal do Auditor Fiscal da Receita Federal e eventual quebra de sigilo deve ser rigorosamente apurada e punida, assegurando-se a ampla defesa e o contraditório aos acusados.”

Clique aqui para ler a nota na íntegra.


A nota da Unafisco Nacional repercutiu nos seguintes veículos:

O Globo

ConJur

O Povo Online

Poder 360

Manter o elemento P

Ver todas as notícias


ASSOCIE-SE À UNAFISCO NACIONAL
[X]

Valor da mensalidade da Unafisco
Para ativos e aposentados: R$ 95,56.
Para pensionistas: R$ 71,67.

Por gentileza, antes de continuar, responda à questão abaixo:

ALGUM ASSOCIADO O INDICOU PARA SE FILIAR À UNAFISCO?


SIM

NÃO

ASSOCIE-SE À UNAFISCO NACIONAL
[X]